5 dicas para trabalhar em equipe

Se gostou, compartilhe! =)

Trabalhar em equipe é uma necessidade para a grande maioria dos profissionais. Essa tarefa, no entanto, nem sempre é tão produtiva ou agradável quanto deveria ser. É fato que os profissionais introvertidos são os que mais costumam sofrer nesse momento. Como explica o coach Silvio Celestino, sócio-fundador da Alliance Coaching, são eles que se sentem menos à vontade para expor ideias em um grupo, mesmo que tenham conhecimento aprofundado sobre o tema.

Por outro lado, trabalhar em grupo – e ser produtivo nesse trabalho – também é um desafio para aqueles que têm perfil mais extrovertido, ainda que essa atividade não seja tão desgastante para eles. O motivo é claro. Os mais “sociáveis” não raramente têm certa dificuldade para manter o foco e, ao contrário dos introvertidos, não são lá muito propensos a aprofundar seus conhecimentos. A seguir, confira as dicas de Celestino para fazer esse trabalho funcionar, seja qual for o seu perfil comportamental.

1) A primeira recomendação, para todo e qualquer profissional, é investir em identificar qual seu perfil comportamental preponderante e também entender em que situações você costuma se sair melhor e pior. “Apenas sabendo quais são os seus gaps é que você pode trabalhar para melhorá-los”, diz ele. Observe, por exemplo, se você costuma falar mais do que o necessário nessas horas, fazendo com que a reunião se prolongue e acabe menos centrada no que realmente importa. Observe também se, por outro lado, você se sente mais incomodado quando precisa falar para muitas pessoas ao mesmo tempo e se acaba deixando de passar informações importantes porque se sente constrangido nessa situação.

2) A segunda dica é essencial, embora possa parecer óbvia. Introvertidos e extrovertidos precisam se respeitar. “Normalmente, quando os dois perfis têm de trabalhar juntos, um reclama do outro, mas nenhum dos dois se esforça para fazer a coisa funcionar”, diz Celestino. A cena mais comum, ele descreve, é ter de um lado os introvertidos que não falam e, de outro, os extrovertidos que não param de falar.”

3) Agora, especialmente para os mais extrovertidos, Celestino recomenda tentar ser menos prolixo no discurso e mais profundo na argumentação. “Essas pessoas gostam tanto de sociabilizar que muitas vezes acabam perdendo o foco e, claro, a produtividade”, explica Celestino.

4) Uma boa estratégia para os extrovertidos trabalharem em grupo é estruturar o que deve ser feito e qual o prazo para cada atividade. Isso ajuda a manter o papo nos trilhos.

5) Para os tímidos, a dica é estruturar as falas com antecedência. “Pense quais informações você tem de passar, qual o propósito do trabalho, de que forma você pode ajudar”, explica. Com tudo isso organizado mentalmente, o risco de você ficar só observando – quando poderia estar contribuindo – é menor. Isso porque, como suas ideias já estarão estruturadas, sua comunicação poderá fluir mais facilmente.


Por: Fernanda Bottoni

Fonte: Vagas.com

Imagem em destaque: Foto/reprodução internet


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *