7 carreiras que pagam bem e não exigem diploma universitário

Bons salários – Há algum tempo, foi publicada uma lista das profissões que não requerem diploma universitário e que somam bons salários, de acordo com o mercado de trabalho norte-americano.

Mas, e no mercado brasileiro? Quais serão os cargos que pagam bem e que não pedem ensino superior?

A pedido do Brasil Post, o maior site de empregos do país, Catho, levantou exatamente estas profissões. A pesquisa foi baseada nas vagas divulgadas no site e nos salários médios pagos pelas empresas.

De acordo com a assessora de carreira da Catho, Juliana Pereira, mesmo com a crise econômica e a o fechamento de vagas em todo o país, que já somam mais de 111.119 postos desde janeiro deste ano, o mercado de trabalho para profissionais que optaram por outras qualificações continua aquecido.

“Muitas organizações oferecem oportunidade de emprego para estes profissionais e isso se deve ao fato de que a experiência na prática ainda pode ser considerada como um dos principais fatores, visto que para as organizações é importante que ele já apresente soluções desde o início da contratação.”

No entanto, Pereira lembra que apesar de não pedirem curso superior, as empresas costumam exigir outros diplomas, sejam de cursos técnicos, profissionais ou específicos para a área de atuação.

“Sendo assim, para aqueles que querem se destacar em meio à concorrência, além do curso técnico é necessário investir em cursos específicos para a área de atuação, além de cursos profissionalizantes focados na área de competência”, recomenda.

Muito além do currículo

Para Juliana, não basta ter um bom currículo. “Hoje em dia, as organizações não se limitam mais apenas ao currículo ou à experiência profissional, mas a personalidade também poderá determinar o sucesso do profissional dentro da empresa e isso inclui a capacidade de adaptação a diferentes equipes e cultura.”

Uma das habilidades que os empresários buscam é a flexibilidade. Segundo Juliana, esta característica é primordial aos olhos dos recrutadores por evidenciar a autoconfiança, a superação dos desafios e pressões do dia a dia.

Além disso, profissionais precisam ter bom relacionamento com outras pessoas, sejam da equipe e clientes. “O mercado requer comprometimento para que consiga se desenvolver dentro da organização.”

Projetista Mecânico
Salário médio: R$ 3.797,05

Ferramenteiro de Moldes Plásticos
Salário: R$ 3.877,21

Técnico em Obras
Salário: R$ 3.778,79

Inspetor de qualidade de instrumentos
Salário: R$ 3.810,60

Técnico em Inspeção de Equipamentos
Salário: R$ 3.966,53

Técnico Sucroalcooleira
Salário: R$ 4.107,78

Técnico de Petróleo
Salário: R$ 5.169,04


Por: Luiza Belloni

Fonte: Exame.com

Imagem em destaque: Foto/reprodução internet


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *